A Sã Doutrina


A SÃ DOUTRINA

 

“Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte.” (Mateus 5:13-14)

Os falsos moralistas ainda usam como base para sua pseudo-santidade, os versículos de Mateus cap 5 versos do 13 ao 14, numa erradíssima interpretação de que o cristão tem que ser Sal da Terra e Luz do Mundo nas aparências!

QUE ENSINAMENTO É ESTE QUE JESUS DÁ AOS CRISTÃOS PARA SEREM LUZ E SAL?

Vejamos: Que cor (aparência) tem o sal? É colorido? Não. O sal é branco, como o açúcar. Mas quando é provado o seu sabor é diferente! Alguém pode achar o sal muito semelhante ao açúcar, mas ao prová-lo, verá a enorme diferença entre um e outro.

O cristão tem que ser como o sal: Quando for provado, tentado, o seu sabor é diferente. É amoroso, é de oração, é perdoador, é misericordioso. E não por aparências!!! Do que adiantaria se o sal fosse lindo, colorido, porém insípido?!

O cristão também é Luz do Mundo, pois ele tem que iluminar o caminho da verdade para os que estão em trevas. Do que adiantaria uma luz acesa sob a luz do dia??? O significado de ser Luz do Mundo é justamente porque o mundo está em trevas! E o cristão tem que brilhar (pregar) o caminho que é Jesus.

Veja o que diz  Mateus cap 5  versículo 16:

"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus."

Então essa luz não pode estar “calada”, ou seja, não estar apenas por aparências! Repare bem no que Jesus disse: "Assim Resplandeça (brilhe) a vossa luz diante dos homens...”

Ora, uma luz por si só já brilha! Porque Ele ordenaria ainda que brilhasse diante dos homens?! A resposta vem logo adiante: “Para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus."

Entendeu agora? É para que os homens vejam sua boas obras. Sua pregação da palavra é uma boa obra! Se ser LUZ fosse apenas por aparências, o sino que tine de 1 Coríntios capítulo 13 teria muito valor! O apóstolo Paulo afirmou que ainda que tivesse dons e se não tivesse amor, de nada valeria. Seria como "O SINO QUE TINE".

O sino fica lá no alto, tem aparência, todo mundo vê. Mas não pode fazer nada por ninguém. Só faz barulho.

"E dizem: Retira-te, e não te chegues a mim, porque sou mais santo do que tu. Estes são fumaça no meu nariz, um fogo que arde o dia todo." (Isaías 65:5)

Se as doutrinas de roupa funcionassem com um fim de propor ética, decência, tudo estaria na santa paz e não haveria tantos enganos entre o Povo de Deus. O versículo de Isaías mostra a ira de Deus contra os que se julgam mais "SANTO" do que o próximo.

É triste saber que, ao invés de haver palavras de conforto, intercessão, amor, há intrigas, confusões, julgamentos pela aparência, que causam sérios prejuízos para a obra de Deus.

O EVANGELHO É PARA FORTALECER O QUE ESTÁ FRACO NA FÉ, ERGUER O QUE ESTÁ CAÍDO

Mas ao invés disso, o fraco, caído, é mais criticado e mais condenado ainda, sob os olhares dos que se acham "MAIS SANTO" pela roupa, pelas aparências. Mas com Jesus foi diferente. Quando criticavam o Mestre porque ele estava em meio aos pecadores, Ele simplesmente respondeu:

"Os sãos não precisam de médicos, e sim os doentes." (Mateus 9:12)

O mesmo ocorreu quando queriam apedrejar a mulher adúltera, no evangelho de João capítulo 8. Depois que Jesus pediu que quem não tivesse pecado atirasse a primeira pedra, e todo mundo caiu fora, Ele firmou no versículo 15:

"Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo." (João 8:15)

Veja que Jesus não julgou uma mulher que fora pega no flagrante de adultério. Que dirá julgar alguém por causa de roupa, de aparências! Hoje em dia há pastores criticando outras igrejas que estão crescendo "sem doutrinas", pois segundo eles, estas igrejas estão crescendo porque "pode tudo", e nada é proibido.

E o mais engraçado nestes pastores, é que, quando a igreja deles está cheia, é porque está dando frutos. Mas quando está vazia, é porque "mais importa a qualidade do que a quantidade". Ora, ou bem está dando frutos, ou bem é por causa da qualidade.

Essa é a maior mentira e a desculpa mais esfarrapada que já ouvimos!

Não se avalia a qualidade de ninguém, pois a salvação é individual. O povo que Deus mandou Moisés tirar do Egito, das mãos de Faraó, murmurava no deserto. Que qualidade tinha este povo?? Mas não ordenou Deus tirá-los do Egito?!

O que será que estes pastores dizem quando surge um escândalo no meio deles, mesmo tendo doutrinas de roupas? Que é "mistério"? Que a salvação é individual? Que cada um dará conta de si?? Ora, então a mesma resposta se dá para as igrejas que crescem "sem doutrinas" (como eles dizem).

CADA UM DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS

E mais uma prova que o Senhor não quer que julguemos igreja ou ninguém pela roupa, está em Filipenses cap 1 verso 18 o apóstolo Paulo diz:

"Mas que importa? Contanto que, de toda maneira, ou por pretexto ou de verdade, Cristo seja anunciado, nisto me regozijo, sim, e me regozijarei."

Alguns ainda usam o Antigo Testamento como base para proibições, doutrinas de roupas, usos e costumes. Então é justo que se considere também as passagens de Êxodo cap  3 versos do 21 ao 22:

"EU darei mercê a este povo aos olhos dos egípcios; e, quando sairdes, não será de mãos vazias... Cada mulher pedirá à sua vizinha e à sua hóspeda, jóias de prata, e jóias de ouro, e vestimentas; as quais porei sobre vossos e filhos e sobre vossas filhas; e despojareis os egípcios."

Vemos nesta passagem acima, que o povo de Israel sai do Egito com utensílios de ouro e prata, como determinação do próprio Deus.

Veja ainda o que diz Ezequiel cap 16 versos 11 e 12:

"Também te adornei com enfeites e te pus braceletes nas mãos e colar à roda do teu pescoço. Coloquei-te um pendente no nariz (ou testa, em outra versão), arrecadas nas orelhas e linda coroa na cabeça."

Vemos claramente que estes usos e costumes não eram empecilhos para a comunhão do povo com Deus. Muito pelo contrário, era determinação do próprio Senhor. A Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, o livro que contém a verdadeira doutrina, nos ensina claramente a identificar o cristão, aquele é de Deus e aquele que não é de Deus:

"Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: Quem não pratica a justiça e não ama a seu irmão, não é de Deus." (1 João 3:10)

 

Número de visualizações 24387

arrow_upward
Pedido de Oração