Como É Feliz Aquele Que Não Segue O Conselho Dos Ímpios


COMO É FELIZ AQUELE QUE NÃO SEGUE O CONSELHO DOS ÍMPIOS

 

"BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá." (Salmos 1)


 1 – TRÊS NÍVEIS DE ENVOLVIMENTO COM O MAL:

  •     Conselho dos Ímpios – Influência do Mal
  •     Conduta dos Pecadores – Atitudes Más
  •     Assentar na roda dos pecadores – Concordância com o Mal


2 – A VERDADEIRA FELICIDADE:

    Está na lei (palavra) de Deus
    Dia e Noite – Fazer parte de nosso dia-a-dia

3 – A DIFERENÇA ENTRE QUEM ANDA COM DEUS E QUEM NÃO ANDA COM DEUS:

    Quem anda com Deus é:

  •       Como árvore plantada junto a ribeiros – sempre tem força
  •       Dá fruto no tempo certo – está sempre na vontade de Deus
  •       Folhas não caem – sempre tem a presença de Deus
  •       Tudo o que faz prospera – tem a bênção de Deus em tudo

    Quem não anda com Deus:

  •       É como a palha que o vento leva – não tem força nem raiz forte
  •       Serão julgados e seus caminhos o levam a destruição


"O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo." (1 João 1:3)

A presença de Deus em nossas vida causa uma mudança interior que é vista através da mudança exterior, ou seja, das atitudes.

ABANDONO DAS PRÁTICAS QUE NÃO AGRADAM A DEUS

"Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade." (1 João 1:6)

RECONHECIMENTO DO FATO QUE SOMOS FALHOS

"Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós." (1 João 1:8)

OBEDIÊNCIA A VONTADE DE DEUS

"E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos." (1 João 2:3)

AMOR AOS NOSSOS SEMELHANTES

"Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas." (1 João 2:9)

BUSCA DA SANTIFICAÇÃO, isto é, viver uma vida dedicada a Deus

"E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro." (1 João 3:3)

 

arrow_upward
Pedido de Oração