A Alma Sob Controle - A Mente e As Emoções

Nesta lição vamos focalizar A ALMA e como colocá-la sob o controle do Espírito. 

Vamos considerar em primeiro lugar o caso da nossa MENTE; é nela que Satanás costuma ganhar muito terreno, fazendo sempre pressão sobre o nosso modo de pensar. Como ele leva vantagem sobre nós nessa área! 

Como você já sabe, a nossa mente - nosso intelecto e raciocínio - faz parte da nossa alma. A vida de Deus não é “raciocínio lógico”, ainda que ela não seja de nenhuma maneira irracional. Mas temos de tomar providências para que Satanás não controle o nosso modo de pensar. 

É o pensamento do homem que Satanás ataca primeiro. Observe que quando se aproximou de Eva no Jardim do Éden, ele logo lançou dúvidas na mente dela:

"Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?" (Gênesis 3:1)

É IMPORTANTE ENTENDER A SISTEMÁTICA DE SATANÁS

Primeiro ele lança em nossa mente uma sugestão que geralmente, é uma dúvida em relação a Deus. Se não rechaçarmos ou rejeitarmos tal sugestão (essa foi a falha de Eva),  Satanás a reforça com outra dúvida ou sugestão e assim ele vai fazendo, sucessivamente, até que consegue o que pretende.

O apóstolo Pedro nos diz como devemos proceder: 

“Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, o vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; RESISTI-LHE firme na fé ...” (1 Pedro 5:8-9)

E o apóstolo Tiago afirma: “... RESISTI ao diabo, e ele FUGIRÁ de vós.” (Tiago 4:7)

QUANDO VOCÊ RESISTE AO DIABO, ELE NÃO TEM OPÇÃO, ELE TEM DE FUGIR

E Satanás só ganha muito terreno na área da enfermidade simplesmente porque não rejeitamos a sua sugestão. Ele faz você pensar numa enfermidade qualquer, e se você não rejeitar a sugestão, ele a reforça com dores e sintomas a ponto de você SE CONVENCER de que está enfermo.

A enfermidade é uma MENTIRA de Satanás na qual a pessoa acredita.  

Ouça o apóstolo Paulo:  “... o pecado (e isso inclui a enfermidade, que veio ao mundo por causa do pecado) NÃO TERÁ DOMÍNIO sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim, da graça.” (Romanos 6:14)

“... não deis lugar ao diabo.” (Efésios 4:27) 

Temos de reconhecer, no entanto, que Satanás ataca sutilmente, e de tal modo que chegamos a considerar perfeitamente razoáveis as suas sugestões maliciosas. Temos de ter muito cuidado nesse sentido, como nos adverte o apóstolo Paulo em 2 Coríntios cap 11 versos 3 e 14:

"Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos entendimentos e se apartem da simplicidade e da pureza que há em Cristo... E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz."

Veja, por exemplo, uma maneira que Satanás muito usa contra nós - A ansiedade, a qual muitas vezes parece ser algo “razoável”. Pedro nos exorta a respeito em 1 Pedro cap 5 verso 7:

"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós."

A palavra “ansiedade” no texto original quer dizer: “distração”, e isso expressa com muita propriedade toda a ação de Satanás na área da nossa mente, pois o que ele procura sempre é “destruir-nos” ou tirar o nosso pensamento da Verdade de Deus.

O Salmista nos faz uma exortação similar:  “Confia (dá) os teus cuidados ao Senhor e Ele te susterá.” (Salmos 55:22)

E isso nos faz lembrar das palavras do Senhor Jesus: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomais sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque  sou manso e humilde de coração, e achareis DESCANSO PARA AS VOSSAS ALMAS.” (Mateus 11:28-29) - Isso é descarregar-se.

Observe as palavras “ansiedade”, “cuidados”, “sobrecarregados”, mas conscientize-se mais na frase: “descanso para as vossas almas”.

Em virtude das contínuas e insistentes pressões que Satanás exerce sobre a nossa mente para “tirar-nos da Verdade de Deus”, e a nossa alma fica “cansada e sobrecarregada” de cuidados e ansiedade de toda natureza. Essa é uma estratégia de Satanás que visa roubar de nós o “descanso” que o Senhor Jesus veio nos dar. 

Na parábola do Semeador, o Senhor Jesus mostrou como Satanás opera nesse sentido:

"Outros ainda são aqueles que foram semeados entre os espinhos; estes são os que ouvem a palavra; mas os cuidados do mundo, a sedução das riquezas e a cobiça doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, e ela fica infrutífera." (Marcos 4:18-19)

Por essa citação, dá para você entender por que Satanás procura controlar a nossa mente com ansiedades (distrações) etc.; é simplesmente para impedir que a Verdade de Deus se enraíze em nossos corações. Quando Satanás ataca você na mente, ele projeta dúvidas sobre a Verdade revelada pelo Espírito Santo, pois ele não quer que a Palavra dê fruto em sua vida.

Quando a Palavra de Deus dá fruto em sua vida, ela  muda as suas atitudes e comportamento, para que Deus seja glorificado. 

O Profeta Isaías disse, com muita precisão, como Deus quer manter a nossa mente livre da preocupação e no “descanso” da fé: 

“Tu, Senhor, conservarás em perfeita paz aquele cuja MENTE (propósito) é firme; porque ele confia em Ti.” (Isaías 26:3)

Certamente a “perfeita paz” (paz em todas as áreas da vida) é algo que todos nós desejamos. E isso é uma possibilidade concreta, se não dermos atenção aos pensamentos errados. Quando falta a paz, há algo errado em nosso modo de pensar. 

A VOZ DO ESPÍRITO, OU SUGESTÃO DE SATANÁS? 

Há pessoas que não distinguem entre as sugestões maliciosas de Satanás e a voz do Espírito no coração. Pode-se observar que a voz do espírito vem como uma suave convicção que tende a persistir e a se confirmar cada vez mais, SEM NENHUM DESVIO DE TEOR. Deus é muito coerente, não muda de uma posição para outra. As sugestões de Satanás, no entanto vem como idéias e pensamentos soltos, geralmente  bastante sem nexo e sem definição objetiva.

Satanás fomenta confusão e dúvida, mas a voz de Deus dá tranqüilidade e é sempre bastante clara, ainda que “suave”, sem tom ameaçador.

Temos observado que quando nos dispomos a atentar para a voz do Espírito em nosso íntimo, Satanás imediatamente nos ataca com pensamentos (na mente) contraditórios e confusos. 

Mas como “firmar” a nossa mente no Senhor?  

"Ora, este é o pacto que farei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o Senhor; porei as minhas leis no seu entendimento, e em seu coração as escreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo; e não ensinará cada um ao seu concidadão, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até o maior." (Hebreus 8:10-11) 

Uma das atividades importantes do Espírito Santo em nossas vidas é fazer-nos lembrar de tudo o que o Senhor Jesus diz:

"Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito." (João 14:26)

Ele procura “imprimir” a Verdade em nossas mentes. Para quê? Para fazer com que CONHEÇAMOS a Deus. 

Talvez você esteja pensando por que falamos tanto em meditar na Palavra de Deus e em confessá-la. É porque necessitamos dar a Deus todas as oportunidades para encher a nossa mente com a Verdade. Como você pode ver no versículo citado acima, Deus deseja IMPRIMIR a sua Palavra (chamada “lei” porque  estabelece os princípios da Vida em Deus) em nossa MENTE.

É exatamente através da meditação na Palavra revelada pelo Espírito Santo aos nossos corações que damos oportunidade a Deus para “imprimir” a Verdade em nossa mente. Para recebermos os benefícios da obra redentora do Senhor Jesus em nossa vida quotidiana, necessitamos PENSAR direito, ou seja, PENSAR COMO DEUS PENSA.      

"Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; porque morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus." (Colossenses 3:2-3)

"Pois os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito." (Romanos 8:5)

Então, você pode “inclinar-se” para a carne (satisfazer os desejos do corpo), ou você pode “inclinar-se para o Espírito (submeter-se à Verdade de Deus).   

E COMO FUNCIONA ESSA "INCLINAÇÃO" OU "TENDÊNCIA"?      

Nós “cogitamos” algo, isto é, pensamos em fazer determinada coisa. Aquele que “cogita” das coisas da carne pensa como o mundo pensa, mas aquele que “cogita” das coisas do Espírito pensa como Deus pensa, meditando na Palavra e refletindo sobre as coisas do Espírito.

Precisamos “considerar atentamente” as coisas de Deus:

"Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo." (Hebreus 13:3)

CUIDADO CONTÍNUO COM O QUE PENSA 

Aquele que nasce de novo do Espírito e da Palavra tem de “vigiar” muito o seu modo de pensar. A vida no Espírito não se desenvolve segundo os modos de pensar da sociedade, nem segundo as “variadas doutrinas” e práticas formais de religiosidade:

"E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2)

É tarefa do Espírito Santo (que habita em nós) fazer com que entendamos a Verdade de Deus “Renovando a nossa mente”. Foi isso que o Senhor Jesus disse:

"Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito." (João 14:26)

Em nossa sociedade e cultura: “O deus deste mundo tem nos cegado o entendimento."  (1 Coríntios 4:4)

Não há nada em nossa cultura e religião formal que nos leve a uma vida vitoriosa em Cristo Jesus. Necessitamos de nos transformar pela RENOVAÇÃO da nossa MENTE e isso se faz através da Palavra de Deus. Observe o que diz Paulo: 

“Os que se inclinam para a carne COGITAM das coisas da carne: mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito... o PENDOR da carne dá para a morte, mas o do Espírito para a vida e paz. Por isso o PENDOR da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus...” (Romanos 8:5-7) 

Observe bem as palavras COGITAR e PENDOR. Você TENDE (o seu “pendor” é) a proceder e viver de acordo com aquilo que você PENSA (cogita). Quando você pensa e reflete sobre um procedimento carnal, você se inclina para aquilo e fatalmente nele cairá. Por outro lado, se você meditar, refletir e pensar nas coisas do Espírito, você viverá “segundo o Espírito” - na vitória do Cristo ressurrecto.

É simples assim mesmo. Por isso Deus nos enviou o Espírito Santo, para “Fazer com que lembremos tudo que o Senhor Jesus Cristo diz”.

É DE SUMA IMPORTÂNCIA QUE VIGIEMOS E CUIDEMOS DO NOSSO MODO DE PENSAR

"Derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo." (2 Coríntios 10:5)

De que maneira? Ouça o que diz Hebreus cap 4 versos 11 e 12:

"Ora, à vista disso, procuremos diligentemente entrar naquele descanso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração."

Para mantermos a nossa alma sob o controle do Espírito, temos de meditar e pôr em prática a Palavra de Deus.

Quando falamos da MENTE (parte da nossa alma onde Satanás muito ataca e ganha terreno), temos de fazer com que o nosso pensar permaneça realmente sob o controle da Verdade revelada em nosso CORAÇÃO, como vimos nos versículos acima. Por isso é muito importante a oração em línguas, pois através dela damos oportunidade ao Espírito Santo para “sondar - examinar” o nosso íntimo, para que possamos conhecer os “Pensamentos e propósitos do nosso próprio coração”.

Quem é você na realidade?

Como pensa você?

LEVIANAMENTE ou com a SERIEDADE DE CORAÇÃO?

Há um versículo interessante em Provérbios cap 23 versos 6 e 7:

"Não comas o pão do avarento, nem cobices os seus manjares gostosos. Porque, como ele pensa consigo mesmo, assim é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo."

Se você se mantiver atento, poderá ver que muitas vezes há “conflito” entre as “imaginações da alma” e os “intentos do coração”. É isso que o irmão Dave Roberson chama de homem real e o homem de fachada.

Como Satanás é perito em arrumar “fachadas” - aparências em nossa vida!

"Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convém; mas que pense de si sobriamente, conforme a medida da fé que Deus, repartiu a cada um." (Romanos 12:3)

O Espírito Santo revela e expõe os “enfeites” que cobrem nossos “reais motivos e interesses”, para que a Palavra de Deus possa nos manter no equilíbrio “conveniente”. Muitas vezes essas “revelações” do nosso íntimo são tão “chocantes” que não temos coragem de enfrentá-las e acabar com elas.  

Como vimos no início, a operação de Satanás em nossa mente é tão sutil e enganosa que necessitamos ter muito cuidado para que ele não nos encha de incredulidade e de doutrinas falsas com o objetivo de nos “distrair” da Verdade de Deus.

Por essa razão a oração em línguas e a meditação o tanto quanto possível na Palavra de Deus são importantes. 

Em 1 Coríntios cap 2 verso 16, o apóstolo Paulo diz: “Nós temos a MENTE de Cristo"

"Ora pois, já que Cristo padeceu na carne, armai-vos também vós deste mesmo pensamento; porque aquele que padeceu na carne já cessou do pecado." (1 Pedro 4:1)

"Porque para isso fostes chamados, porquanto também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo, para que sigais as suas pisadas. Ele não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano; sendo injuriado, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente." (1 Pedro 2:21-23)

E por que Jesus teve condições para sofrer “sem revidar” e “sem fazer ameaças”? Porque Ele manteve em mente um fato muitíssimo importante: quem julga é Deus, e isso quer dizer que Deus tem tudo SOB CONTROLE. Está entendendo por que razão o apóstolo Pedro nos exorta:

"ARMAI-VOS DO MESMO PENSAMENTO?"

Quando você se encontrar em dificuldades e tribulações, se você se lembrar de que o seu Deus tem tudo sob controle e que Ele jamais “deixará você, nem o abandonará”, então você pode “descansar” na plena vitória, entregando-se totalmente aos cuidados de Seu Pai Celestial.

"Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei." (Hebreus 13:4)

É assim que se vive na Verdade de Deus. Mas para realmente viver na vitória, é preciso que você permita que o Espírito Santo renove a sua mente com a Verdade. Esteja sempre pronto a ouvir e a submeter-se à Palavra.

Lembre-se das palavras do profeta Isaías: 

“Tu, Senhor, conservará em perfeita paz aquele cuja mente (propósito) é firme; porque ele confia em Ti.” (Isaías 26:3)

Vencemos Satanás mantendo a nossa mente sob o controle do Espírito e da Palavra de Deus.

 

A ALMA SOB CONTROLE - as Emoções -  

Já vimos como Satanás nos ataca na MENTE; e agora vamos ver como ele procura nos tirar da Verdade de Deus e de uma Vida no Espírito através das EMOÇÕES e do ENTUSIASMO. Como as pessoas entram por caminhos errados, mesmo na igreja, por causa disso! 

Aquele que é ESPIRITUAL tem de conhecer o “ouvido interior” e manter-se ligado a ele.

É simplesmente assustador o número de pessoas que confundem entusiasmo com espiritualidade. Isso acontece porque Satanás opera fortemente sobre nossa alma manipulando quase que à vontade as nossas emoções. Deixar-se levar pelo que se sente e pelo que se vê leva a muita frustração e desânimo. Para que você possa entender a força das investidas de Satanás contra nós nessa área da nossa alma, vamos considerar primeiramente o caso do profeta Elias:

"Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias, a dizer-lhe: Assim me façam os deuses, e outro tanto, se até amanhã a estas horas eu não fizer a tua vida como a de um deles. Quando ele viu isto, levantou-se e, para escapar com vida, se foi. E chegando a Berseba, que pertence a Judá, deixou ali o seu moço. Ele, porém, entrou pelo deserto caminho de um dia, e foi sentar-se debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte, dizendo: Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais." (1 Reis 19:2-4)

Seria esse o mesmo Elias que chamou “FOGO DO CÉU” no monte Carmelo? (1 Reis 18:20-40)

Seria esse o mesmo Elias que “OROU POR CHUVA?”

"Então disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque há ruído de abundante chuva. Acabe, pois, subiu para comer e beber; mas Elias subiu ao cume do Carmelo e, inclinando-se por terra, meteu o rosto entre os joelhos. E disse ao seu moço: Sobe agora, e olha para a banda do mar. E ele subiu, olhou, e disse: Não há nada. Então disse Elias: Volta lá sete vezes. Sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis que se levanta do mar uma nuvem, do tamanho da mão dum homem: Então disse Elias: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça. E sucedeu que em pouco tempo o céu se enegreceu de nuvens e vento, e caiu uma grande chuva. Acabe, subindo ao carro, foi para Jizreel: E a mão do Senhor estava sobre Elias, o qual cingiu os lombos, e veio correndo perante Acabe, até a entrada de Jizreel." (1 Reis 18:41-46)

Sim, é o mesmo homem de fé e oração. Então, o que aconteceu com ele? Temos a resposta no mesmo capítulo, 1 Reis 19:10, que narra a conversa com Deus. 

"Respondeu ele: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos exércitos; porque os filhos de Israel deixaram o teu pacto, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada; e eu, somente eu, fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem."

Pelo que se vê Elias não era um servo “relaxado”, ao contrário era muito zeloso e mesmo diligente. Então, o que aconteceu com ele? Satanás venceu Elias quando  fez com que Elias olhasse para si mesmo, para seu grande zelo - só eu sou fiel...

Como Satanás é sutil!

Aquele que começa a trilhar esse caminho está destinado à derrota e à frustração. Mas vejamos o que Deus fez com o profeta, depois de lhe mostrar o seu poder e magnificência nos elementos da natureza (VENTO, TERREMOTO, FOGO):

"Então o Senhor lhe disse: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; quando lá chegares, ungirás a Hazael para ser rei sobre a Síria. E a Jeú, filho de Ninsi, ungirás para ser rei sobre Israel; bem como a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás para ser profeta em teu lugar." (1 Reis 19:15-16)

"Todavia deixarei em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que não o beijou." (1 Reis 19:18)

Satanás agiu rapidamente contra Elias depois do grande triunfo no monte Carmelo porque Elias começara a ameaçar o esquema de trevas que o diabo organizara contra Israel, e Satanás tinha de removê-lo.

Como acabar com Elias? Os passos dados por Satanás são muito significativos:

1) Satanás fez com que Elias valorizasse sobremaneira seu próprio zelo, sua própria  importância;

2) Satanás fez com que Elias se sentisse só, e o único fiel;

3) Satanás ameaçou-o através de Jezabel, levando-o a sentir medo (“Temendo Elias”);

4) Satanás pressionou-o no sentido de providenciar, ele mesmo, sua própria “salvação” (o que Deus chamou no versículo 15 de “teu caminho”), ou seja, a fuga;

5) Satanás induziu-o a “eliminar-se” a si mesmo, “pediu para si a morte”.

Recapitulemos:

  • Orgulho
  • Solidão
  • Medo
  • Direção própria
  • Morte - desânimo fatal. 

Este é realmente um triste quadro, que culminou com a substituição de Elias por Eliseu. Mas devemos observar ainda o que Deus fez em relação a todo esse processo. Será que Deus deixou Elias lutar sozinho contra os ataques malignos? Não! claro que não!

Observe como Deus tudo fez para fortalecer o profeta e para reconduzi-lo ao lugar de bênção e obediência:

"E deitando-se debaixo do zimbro, dormiu; e eis que um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te e come. Ele olhou, e eis que à sua cabeceira estava um pão cozido sobre as brasas, e uma botija de água. Tendo comido e bebido, tornou a deitar-se. O anjo do Senhor veio segunda vez, tocou-o, e lhe disse: Levanta-te e come, porque demasiado longa te será a viagem." (1 Reis 19:5-7)

Quando Satanás ataca alguém assim tão fortemente, saiba, os anjos do Senhor estão sempre a ministrar a esse pessoa, como aconteceu com Jesus, depois das tentações:

"Então o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. Replicou-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares. Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o Diabo o deixou; e eis que vieram os anjos e o serviram." (Mateus 4:11)

Deus estava atento a tudo o que se passava com Elias, mas Deus não podia obrigá-lo a “continuar na batalha”. Certamente, se o apóstolo Judas tivesse estado com ele, tê-lo-ia exortado a: 

“BATALHAR diligentemente pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.” (Judas 3)

E foi para isso que Deus enviou o anjo, para ministrar a Elias:

"Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força desse alimento caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus." (1 Reis 19:8)

Ao chegar ali, Elias entrou numa caverna, e Deus lhe mostrou que ele estava no caminho errado. Elias sofrera fortemente no campo emocional, pois mesmo recebendo a ministração de anjos e ouvindo novamente a voz de Deus, ele continuou “chorando sua solidão”:

"Respondeu ele: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos exércitos; porque os filhos de Israel deixaram o teu pacto, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas ã espada; e eu, somente eu, fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem." (1 Reis 19:10) - resultado de seu orgulho. 

Houve então aquele tremenda manifestação dos elementos - "FOGO, VENTO, TERREMOTO" - e ainda o “CICLO TRANQUILO E SUAVE”, mas Elias continuou o mesmo:

"Respondeu ele: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos exércitos; porque os filhos de Israel deixaram o teu pacto, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada; e eu, somente eu, fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem." (1 Reis 19:14)

E DEUS NÃO TEVE OUTRO RECURSO SENÃO "SUBSTITUÍ-LO"

Elias entrou no “SEU PRÓPRIO CAMINHO”:

"Então o Senhor lhe disse: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; quando lá chegares, ungirás a Hazael para ser rei sobre a Síria." (1 Reis 19:15)

E ainda que continuasse com a capacidade de “ouvir a voz de Deus” e de receber todos os cuidados de Deus, o seu ministério ACABARA. Triste fim para um ministério tão glorioso? Sim, foi realmente um final decepcionaste em termos da “utilidade” de Elias como profeta, mas não da vida dele, pois, depois que Elias ungiu Eliseu em seu lugar, Deus o levou para Si num carro de fogo. 

SATANÁS O DERRUBARÁ SE VOCÊ NÃO VIGIAR NA ÁREA EMOCIONAL 

A tática que Satanás usou para por fim ao poderoso ministério de Elias está sendo usada contra a igreja (e você) ainda hoje. Quantas pessoas me telefonam dizendo: Irmão, não sei o que está acontecendo comigo. Tenho feito tudo em oração e meditação, e tenho que testemunhar, de verdade, que Deus me fez grandes mudanças, mas agora...

E então as pessoas relatam as lutas por que passam e a minha resposta é sempre a mesma:

Você acha que Satanás fica satisfeito quando você procura andar na Verdade?

Você está ameaçando o seu reino, assim ele tem de fazer tudo para neutralizar você. Quando falamos em manter a alma sob controle, é disso que estamos falando. Por isso o apóstolo Paulo nos exorta em Efésios cap 5 versos do 15 ao 18:

"Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito."

Você se enche do Espírito, orando no Espírito Santo, lembrando ainda o que diz o apóstolo Paulo: “Digo a cada um dentre vós que não PENSE DE SI MESMO além do que convém, antes, pense com  MODERAÇÃO, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.” (Romanos 12:3)

Ao considerar o que se deu com Elias e como Deus tudo fez para dele cuidar e para fortelecê-lo  no sentido de fazer com que o profeta “pensasse direito” - como “moderação”, talvez seja razoável afirmar que há maior perigo no sucesso do que na derrota, pois a derrota pode nos fazer voltar a buscar a Deus.

O SUCESSO EMBRIAGA:

"Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia. Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar." (1 Coríntios 10:12-13)

É interessante observar que nesses versículos Paulo continua falando da “comunhão”. O maior problema de Elias foi que ele SE ISOLOU dos demais - e de Deus - e por isso Satanás conseguiu espaço no seu íntimo para derrubá-lo. Quando Deus enviou o anjo para “preparar a mesa do Senhor” para Elias no deserto, Deus estava mostrando a ele que ele não estava só, que Deus não deixara de cuidar dele um momento sequer.

INFELIZMENTE ELIAS PERMANECEU NA MESMA ILUSÃO E ENGANO

Pense nisso com relação a 1 Coríntios cap 10 verso 6 ao 17, quando você toma a Ceia do Senhor; então, Deus, Ele mesmo, ministra a você e comunga com você, como fez o anjo com Elias:

"Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos torneis, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar.

Nem nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num só dia vinte e três mil. E não tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.

Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia. Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.

Portanto, meus amados, fugi da idolatria. Falo como a entendidos; julgai vós mesmos o que digo. Porventura o cálice de bênção que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos, não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? Pois nós, embora muitos, somos um só pão, um só corpo; porque todos participamos de um mesmo pão."

Vemos então o perigo de darmos atenção às nossas emoções - ÀQUILO QUE SENTIMOS E VEMOS.

O PERIGO DO SUCESSO ESTÁ SEMPRE PRESENTE

Mas há outro ponto que temos de considerar aqui: o ENTUSIASMO. Temos alertado muito sobre esse mal que aflige a igreja e leva as pessoas a andar em seus próprios caminhos ao invés de na vontade de Deus. 

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte." (Provérbios 14:12)

ANDAR COM DEUS

Viver no Reino tem de ser segundo "A VONTADE DE DEUS” (da maneira que Ele lhe mostrar).

Você jamais conseguirá fazer isso a seu próprio modo. Para servir a Deus, temos de “andar” e “fazer” como Ele diz. E a vontade do Pai se expressa através da direção do Espírito Santo e jamais por nossos próprios desígnios. Os apóstolos descobriram isso ao empreenderem as viagens missionárias segundo seus próprios planos:

"Atravessaram a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia; e tendo chegado diante da Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não lho permitiu." (Atos 16:6-7)

Aprenda uma coisa: mesmo que o que se propõe fazer seja algo bastante “plausível” e “razoável”, pode não ser o que Deus quer para você naquele momento.

E é nesse sentido que falamos em “entusiasmo! na obra de Deus. 

Quem dirige a igreja é Jesus - Ele é o cabeça, e quem instrui a Igreja na Verdade e no Plano de Deus é o Espírito Santo, por isso somente há “sucesso garantido” quando verdadeiramente nos submetemos à direção do Espírito e da Palavra. Você pode se entusiasmar na obra de Deus, mas isso não quer dizer, necessariamente, que você está sendo “obediente ao  Espírito”.

A única maneira de andar em Deus é abrir espaços em seu íntimo para que o Espírito Santo lhe revele a Vontade do Senhor.

Temos de nos lembrar sempre de que há um tempo certo para tudo -  tempo de Deus. E que Deus nunca enviou alguém para a batalha sem primeiro adestrá-lo e prepará-lo. 

"Quem jamais vai à guerra à sua própria custa? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Ou quem apascenta um rebanho e não se alimenta do leite do rebanho?" (1 Coríntios 9:7)

Todo aquele que trabalha na obra de Deus tem de saber “depender” inteiramente de Deus e tem de ter a própria experiência. O que temos de entender agora é: “O Senhor firma (ordena) os passos do homem bom...”  (Salmos 37:23)

E por essa razão devemos sempre dizer:  

“Firma os meus passos na Tua Palavra ...” (Salmos 119:133)

Aquele que ora no Espírito Santo e medita na Palavra de Deus  é “guiado a toda a Verdade” e não se deixará levar pelos enganos do inimigo.

Há um “toque” do Espírito Santo no íntimo do homem de Deus. Fazer as coisas de Deus “por hábito”, sem a convicção do Espírito no íntimo - levado por impulsos de entusiasmo - somente leva à frustração e vergonha. Foi isso que Simão Pedro descobriu, quando respondeu “por sua própria conta” aos cobradores de impostos:

"Tendo eles chegado a Cafarnaum, aproximaram-se de Pedro os que cobravam as didracmas, e lhe perguntaram: O vosso mestre não paga as didracmas? Disse ele: Sim. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, perguntando: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra imposto ou tributo? dos seus filhos, ou dos alheios?" (Mateus 17:24-25)

No seu entusiasmo pelo Mestre, Pedro deu uma resposta “precipitada”. 

Quando o rei Davi colocou a “arca do Senhor” no carro novo, ele foi levado por seu entusiasmo:

"Levaram a arca de Deus sobre um carro novo, tirando-a da casa de Abinadabe; e Uzá e Aiô guiavam o carro. Davi e todo o Israel alegravam-se perante Deus com todas as suas forças, cantando e tocando harpas, alaúdes, tamboris, címbalos e trombetas. Quando chegaram a eira de Quidom, Uzá estendeu a mão para segurar a arca, porque os bois tropeçavam. Então se acendeu a ira do Senhor contra Uzá, e o Senhor o feriu por ter estendido a mão à arca; e ele morreu ali perante Deus." (1 Crônicas 13:7-10)

Não é necessário entrarmos em maiores detalhes sobre esse caso no momento; basta entendermos que se Davi não tivesse se deixado levar cegamente por seu entusiasmo, não teria acontecido aquele desastre.

Davi não esperou que Deus lhe falasse como se deveria transportar a arca da aliança.

Há muitos problemas criados no meio da obra de Deus simplesmente porque as pessoas “agem por conta própria”, levadas apenas pelo “entusiasmo”.

Você pode ver isso ao logo de toda a Bíblia. 

A SUTILEZA  DA SATANÁS É IMPRESSIONANTE 

Qual é o problema então?

O problema surge quando vivemos no âmbito da nossa alma, pois assim fazendo, damos a Satanás chances de nos enganar, levando-nos a agir por “nossa própria conta”. E pouco importa o método que Satanás utiliza, seja através de sucesso e do orgulho, como no caso de Elias, ou através do “entusiasmo” e o “raciocínio próprio” (planos e projetos pessoais).

O resultado é sempre o mesmo: FRUSTAÇÃO, FRACASSO e DERROTA.

Temos de manter viva em nosso espírito a nossa total dependência de Deus, e temos de saber agir e viver segundo o que Deus quer e estabelece. Talvez um dos mais tristes procedimentos “por conta própria” que mostra claramente os desígnios de Satanás na área da alma do homem seja o de Davi, no episódio do Censo de Israel:

"Então Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar Israel. E disse Davi a Joabe e aos príncipes de povo: Ide, contai a Israel desde Berseba até Dã; e trazei-me a conta, para que eu saiba o número deles. Então disse Joabe: O Senhor acrescente ao seu povo cem vezes tanto como ele é! Porventura, é rei meu senhor, não são teus os servos de meu senhor? Por que requer isto e meu senhor. Por que traria ele culpa sobre Israel? Todavia a palavra de rei prevaleceu contra Joabe. Pelo que saiu Joabe, e passou por todo o Israel; depois voltou para Jerusulém.

E Joabe deu a Davi o resultado da numeração do povo. E era todo o Israel um milhão e cem mil homens que arrancavam da espada; e de Judá quatrocentos e setenta mil homens que arrancavam da espada. Mas entre eles Joabe não contou os de Levi e Benjamim, porque a palavra do rei lhe foi abominável. E este negócio desagradou a Deus, pelo que feriu Israel. Então disse Davi a Deus: Gravemente pequei em fazer tal coisa; agora porém, peço-te, tira a iniqüidade de teu servo, porque procedi mui loucamente.

Falou o Senhor a Gade, o vidente de Davi, dizendo: Vai, e dize a Davi: Assim diz o Senhor: Três coisas te proponho; escolhe uma delas, para que eu ta faça. E Gade veio a Davi, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Escolhe o que quiseres: ou três anos de fome; ou seres por três meses consumido diante de teus adversários, enquanto a espada de teus inimigos te alcance; ou que por três dias a espada do Senhor, isto é, a peste na terra, e o anjo do Senhor façam destruição por todos os termos de Israel.

Vê, pois, agora que resposta hei de levar a quem me enviou. Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do Senhor, porque mui grandes são as suas misericórdias; mas que eu não caia nas mãos dos homens. Mandou, pois, o Senhor a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens ..." (1 Crônicas 21:1-27)

Observe: “Então Satanás... incitou Davi” (verso 1) 

Satanás fez muita pressão na área do orgulho do rei Davi e ele cedeu ao estúpido impulso de rebeldia, mandando fazer algo que não agradou a Deus, pois a “conta’ que Deus fizera, desde a promessa a Abraão, foi “como as estrelas dos céus em multidão” (Deuteronômio 10:22 e 28:62). 

Pela resposta de Joabe a respeito do propósito do rei (verso 3), é certo que Davi não somente entendia “o modo de Deus contar Israel”, mas também sabia (no íntimo) que agindo de tal forma “traria culpa sobre Israel”.

Mesmo assim lemos: 

“Porém, a palavra do rei prevaleceu contra Joabe...(v.erso 4) mesmo que “a ordem do rei foi abominável a Joabe” (v.erso 6). 

É muito triste observarmos até que ponto o orgulho pode cegar o homem de Deus, tornando-o sem entendimento, e todos nós devemos estar sempre bem atentos e vigiar continuamente para que Satanás não faça algo semelhante contra nós. 

Pode nos servir de “conforto” observar como o Espírito de Deus operou junto a Davi, na ocasião, para trazê-lo finalmente ao “arrependimento” (verso 8) do que ele mesmo designou como “proceder mui loucamente”. 

Devemos entender que todos os nossos propósitos e ações acarretam um determinado resultado, e nenhum de nós, por mais fiel que seja, está isento dos sutis ataques do inimigo. Satanás sempre fará tudo que estiver ao seu alcance para confundir a nossa fé e obediência, operando, como vimos em todos os exemplos citados, através das nossas emoções.

Por essa razão, o apóstolo Paulo escreveu: 

“O mesmo Deus da paz, vos SANTIFIQUE EM TUDO (conservar-vos para ele só, em tudo que você fizer), e o nosso ESPÍRITO, ALMA e CORPO, sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”  (1 Tessalonicenses 5:23)

A palavra “ÍNTEGRO” significa “REPLETO DE TODA GRAÇA”.

Que Deus nos conserve na Sua abundante graça de tal modo que não nos desgastemos em “lutas intermináveis da alma”, mas que possamos realmente “andar intimamente ligados (como por um jugo) ao Senhor Jesus”, e verdadeiramente desfrutar o “descanso para as nossas almas” que Ele nos oferece.

"Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e  aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas." (Mateus 11:28-29)

 

Número de visualizações 13778

arrow_upward
Pedido de Oração