Perd√£o: Um Ato Milagroso

 

PERDÃO: UM ATO MILAGROSO

 

Marcos 2:7-11 (RA) "Por quê fala ele deste modo? isto é blasfêmia! Quem pode perdoar pecados, senão um, que é Deus?... Jesus... disse-lhes: ... Qual é mais fácil, dizer ao paralítico: estão perdoados os teus pecados, ou dizer: levanta-te, toma o teu leito, e anda? Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados - disse ao paralítico: Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para a tua casa.
 
PERDÃO CONDICIONAL
 
Mat. 6:12 (BLH) "Perdoa as nossas ofensas como também nós perdoamos os que nos ofenderam".
 
Lucas 6:37 (NVI) "Perdoem, e ser√£o perdoados".
Mateus 6:14-15 (NVI) "Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas".
 
Já que assumimos que o ensinamento de Mat. 6:15 e outros versículos semelhantes são entendidos e reconhecidos como verdadeiros, ao invés de enfatizar a NECESSIDADE de se perdoar neste Estudo Bíblico - por exemplo, ordenanças da lei - estaremos analisando cinco substitutos baratos ou impedimentos relacionados ao perdão. Mais adiante iremos ver o que o perdão realmente é, como obtê-lo, e como permanecer nele. E assim veremos que perdoar é mais difícil e, por outro lado, mais fácil, do que pensávamos.
 
PECAR √Č HUMANO
 
Quando somos feridos, abusados, ou insultados a rea√ß√£o da "carne" (a natureza ca√≠da) √© revidar. N√≥s maquinamos revanche, ou nos afundamos em amargura. Isto √© "humano". Mas Deus requer perd√£o, sen√£o Ele n√£o nos perdoar√°. Se n√£o quisermos - ou n√£o pudermos - perdoar, ent√£o n√£o h√° raz√£o para orarmos por perd√£o , porque Deus nos disse claramente que n√£o o receberemos. Tamb√©m n√£o adianta evitarmos o assunto nos distraindo com obras religiosos, ou louvores a Deus quando nossos cora√ß√Ķes est√£o cheios de pecado.
 
Marcos 11:25 (NVI) E quando estiverem orando, se tiverem alguma coisa contra alguém, perdoem-no, para que também o Pai celestial lhes perdoe os seus pecados".
 
Como exerc√≠cio, pense em algo verdadeiramente mal que foi feito contra voc√™ ou algu√©m que voc√™ ama, n√£o por acidente ou erro, mas deliberadamente e com mal√≠cia - quando voc√™ encarou o maligno cara a cara e a dor que foi causada pelo ocorrido em suas emo√ß√Ķes - para verificar a veracidade das seguintes considera√ß√Ķes.
 
1) O QUE N√ÉO √Č PERD√ÉO: O H√ĀBITO DE SE FINGIR PARA MANTER AS APAR√äNCIAS...
 
Você se lembra quando era criança e algum adulto lhe forçou a "perdoar" alguém que foi forçado a dizer "desculpe-me" primeiro? Isso realmente reflete o arrependimento do ofensor ou é verdadeiro perdão dado pela vítima? Bem, talvez sim, mas em raros casos. Vamos ser honestos e reconhecer que essa encenação das crianças é mais uma tentativa dos adultos de acabar com hostilidades temporariamente, porque elas continuarão com a intenção de se envolver nas mesmas atividades violentas (e não serem pegas) e/ou se vingar mais tarde - quando os adultos não estiverem por perto. Adultos forçam crianças a passarem por essas coisas porque brigas em uma família ou grupo de crianças é prejudicial e insuportável - e também porque querem ensiná-las. E quando há essa encenação, há pelo menos um alívio temporário.
 
Mas a dor de Deus é muito mais aguda quando Ele vê nossas brigas uns com os outros, e Sua solução é um pouco mais profunda do que meras palavras, mímicas, ou fingimentos. O Seu alvo não é uma encenação hipócrita, mas sim a verdade que vem de dentro para fora.
 
Esta encena√ß√£o de "perd√£o " freq√ľentemente se estende √† vida adulta como um substituto superficial para o verdadeiro perd√£o. N√≥s pensamos que se meramente dissermos que estamos arrependidos bastar√°.
 
Mas, ser√° que Deus √© enganado por n√≥s? Ser√° que h√° um lugar onde podemos escapar dos Seus olhos? Ser√° que Ele n√£o v√™ o desejo secreto de vingan√ßa ou o √≥dio amargo atr√°s dos sorrisos? Desde quando Ele fica impressionado com meras palavras, quando em nossos cora√ß√Ķes a atitude √© outra?
 
Marcos 7:6 (Phi) Jesus replicou, "Hip√≥critas, Isa√≠as descreveu voc√™s perfeitamente quando escreveu: 'Estas pessoas me honram com seus l√°bios, mas seus cora√ß√Ķes est√£o longe de mim'. Estes ensinamentos s√£o regras feitas por homens".
 
2) NEGA√á√ÉO √Č PERD√ÉO?
 
A inabilidade de se perdoar verdadeiramente √© freq√ľente devido ao falso conceito de que "esquecer √© perdoar". Esquecer N√ÉO √© perdoar. Se perdoarmos, n√≥s esqueceremos daquilo que aconteceu. Mas o reverso n√£o √© verdadeiro: esquecer n√£o √© perdoar - √© negar.
 
Salmo 51:6 (RA) Eis que te comprazes na verdade no íntimo...
 
Se tentarmos alcan√ßar um perd√£o falso tentado deliberadamente ignorar a ofensa, estaremos nos enganando e enganando a outros. Mas todas as emo√ß√Ķes, maquina√ß√Ķes e feridas est√£o l√° - s√≥ que colocadas num outro plano atrav√©s da for√ßa de vontade de deliberadamente negar os fatos.
 
Mas ai vemos "aquela pessoa" novamente e toda a amargura e dor se manifesta dentro de n√≥s. Ou em outros momentos - quando esta gin√°stica mental n√£o pode ser mantida - n√≥s nos pegamos em uma elaborada medita√ß√£o de vingan√ßa ou em crises de f√ļria e √≥dio. Ent√£o vemos qu√£o profundo e ineficaz este tipo de "perd√£o " realmente √©.
 
Uma mente contaminada com negação tem um terrível hábito de "explodir" nos momentos mais inoportunos.
 
I Jo√£o 2:9 (RA) Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irm√£o, est√° nas trevas, e anda nas trevas... A nega√ß√£o √© uma mera desilus√£o - fr√°gil, fingida e superficial. O perd√£o √© algo real - robusto, s√≥lido e profundo. N√£o √© evitar a verdade, mas sim lidar com ela francamente - n√£o se importando o quanto doa. Considere a perspectiva de Deus. Nada est√° escondido aos Seus olhos - os maus intentos, a lasc√≠via escondida, o dano causado, o escolher aquilo que √© errado, etc. Ainda assim, Ele √© o Autor e o Criador do perd√£o. Se formos verdadeiramente perdoar, teremos que faz√™-lo de acordo com Seus m√©todos - e com nossos olhos abertos. Pois aqueles a quem Deus escolhe perdoar, Ele "esquecer√°" seus pecados, "n√£o mais se lembrando deles". Contudo, n√£o acusemos o Deus Onisciente de n√£o saber algo, ou de ser ignorante ! quanto a qualquer fato. Ele nos disse que NADA lhe est√° escondido. Ao inv√©s disso, devemos entender as "figuras de linguagem" e as din√Ęmicas espirituais de COMO Deus perdoa.
 
Hebreus 8:12 (NVI) Pois eu lhes perdoarei a maldade e n√£o me lembrarei mais dos seus pecados".
 
A ordem aqui é essencial. Primeiro o perdão , depois o esquecimento. Enquanto o verdadeiro perdão não acontece, a ofensa continuará entre nós e a pessoa com a qual tivemos problemas, e o mesmo ocorre em relação a Deus. O pecado se coloca entre nós e não pode ser "esquecido" até que lidemos com ele. Se, e quando entrarmos em verdadeiro perdão , podemos considerar a pessoa sem que a "ofensa" esteja entre nós.
 
Isa. 43:25 (RA) Eu, eu mesmo, sou o que apaga as tuas transgress√Ķes por amor de mim, e dos teus pecados n√£o me lembro.
 
3) IMPEDIMENTOS PARA PERDOAR: A ENGANAÇÃO DO PECADO
 
Um outro impedimento ao perdão é que a amargura, a vingança, o ódio, etc. tem um apelo um tanto pervertido. Quem nunca sentiu o intoxicante engano de uma grande maquinação para retribuir um mal recebido? Enquanto sabemos que isso é errado, sentimos grande prazer no momento em que formulamos tais pensamentos.
 
Ef√©sios 4:26-31 (NVI) "Quando voc√™s ficarem irados, n√£o pequem". Que o sol n√£o se ponha enquanto voc√™s estiverem irados, e n√£o d√™em lugar ao diabo... Livrem-se de toda amargura, indigna√ß√£o e ira, gritaria e cal√ļnia, bem como de toda maldade.
 
A VINGAN√áA √Č DO SENHOR... MAS SOMENTE SE ELE AGIR COMO MEU AGENTE?
 
Romanos 12:19 (NVI) Amados, nunca procurem vingar-se, mas dêem lugar à ira de Deus, pois está escrito: "Minha é a vingança; eu retribuirei", diz o Senhor.
 
Certamente Deus tem mais poder de lançar ira sobre os nossos inimigos do que nós temos, e certamente Ele vê o mal que nos é feito. Portanto, devemos parar e deixar Ele tomar conta do problema. Mas quando pensamos detalhadamente sobre isso, pode ser que as coisas não ocorram como o homem carnal deseja. Encaremos, Deus tem o hábito de perdoar pessoas e estender Sua grande misericórdia, pelo menos por enquanto.
 
Então... pode ser que não vejamos fogo cair do céu e consumir aqueles que queremos que recebam a vingança de Deus. Não é que Ele esteja liberando-os através de alguma mágica ou mudança de regras - Ele mesmo recebe a devida punição.
 
Prov. 24:17 (RA) Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e não se regozije o teu coração quando ele tropeçar.
 
Mat. 5:44-48 (NBI) Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; somente assim podereis ser filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Certamente os coletores de impostos fazem o mesmo. E se saudardes somente os vossos irmãos, que há de extraordinário nisso? Até os pagãos fazem o mesmo. Vossa bondade não deve ter limites, assim como a bondade de vosso pai celeste é ilimitada.
 
Avaliemos o "custo" de deixarmos Deus lidar com nossos "inimigos". Ele pode abençoá-los, prosperá- los, e salvar suas almas eternamente - ao invés de matá-los com um raio. Pois Deus é assim, e é o que Ele tem feito até agora. E pode ser que isso não satisfaça nossa vontade. Se "abrirmos mão" e deixarmos Deus agir, pode ser que Ele perdoe, abençoe e ame aqueles contra quem maquinamos e espumamos de raiva, e pode ser que ainda nos dê o mesmo tipo de atitude "tola." (1 Cor. 1:25)
 
Lucas 17:3-5 Sejam cuidadosos em seu viver. Se um irmão te ofender, repreende-o e, se ele se desculpar, perdoa-lhe. Sim, se ele te ofender sete vezes em um dia e vier até você e disser, 'Me desculpe' sete vezes, você deve perdoá-lo. E os apóstolos disseram ao Senhor, 'dá-nos mais fé'.
 
√Č HUMANAMENTE POSS√ćVEL CONCEDER O VERDADEIRO PERD√ÉO?
 
Há um ditado que diz: "Errar é humano, perdoar é divino". Há uma certa verdade neste ditado.
Lucas 7:49 (RA) Os que estavam com ele à mesa, começaram a dizer entre si: Quem é este que até perdoa pecados?
 
Pois aquilo que "parece certo ao homem" (Prov. 16:25) é a vingança. Se a ofensa não é vingada, aquele que ofendeu não é estimulado a praticar mais ainda o seu comportamento? E a justiça onde fica? O perdão é "eficaz" num nível meramente humano? O que aconteceria com nossa sociedade se todos REALMENTE agissem assim? "Amar os nossos inimigos" é algo que apela à nossa sensibilidade? Isso faz sentido para o homem natural?
 
O QUE √Č MAIS F√ĀCIL?
 
Talvez o maior empecilho para o perdão é a idéia que temos de que podemos alcançá-lo e dá-lo com nossas próprias forças - que perdoar é uma qualidade humana. A verdade é que somos tão capazes de curar alguém sobrenaturalmente em nossa própria força... assim como somos capazes de perdoar. Qual é mais fácil?
 
Mateus 9:5-6 (NVI) Que é mais fácil dizer: 'Os seus pecados estão perdoados', ou: 'Levante-se e ande'? Mas para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados" -- disse ao paralítico: "Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa".
 
AQUILO QUE SOMENTE DEUS PODE FAZER
 
Quando Deus diz que devir√≠amos fazer algo que est√° razoavelmente dentro de nossa capacidade, podemos erroneamente nos esfor√ßar na carne ao inv√©s de sermos obedientes √† dire√ß√£o do Esp√≠rito. Mas quando ouvimos Ele dizer algo que √© imposs√≠vel ou impratic√°vel, como "ser perfeito" (Mat. 5:48), nos desesperamos e reconhecemos que √© somente pela gra√ßa que somos salvos - atrav√©s da f√© no √ļnico que tem as qualidades que Deus requer. Pois estamos nos referindo a coisas que s√≥ Deus pode fazer. Se a "perfei√ß√£o" n√£o nos √© dada por Cristo, nunca a alcan√ßaremos sozinhos.
 
Jo√£o 15:5 (RA) "...Sem mim nada podeis fazer".
 
Na escala de coisas que Jesus disse que deviríamos fazer, talvez logo abaixo de Seu mandamento para sermos "perfeitos", esteja o perdão, algo também impossível de alcançarmos por nós mesmo.
 
Temos que reconhecer que s√≥ Deus pode perdoar. N√£o √© algo humanamente POSS√ćVEL. Se alcan√ßarmos perd√£o, ser√° porque a natureza do pr√≥prio Deus nos foi imputada. E este √© o segredo do perd√£o - perd√£o √© algo divino.
 
Lucas 5:20-21 (NVI) Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse: "Homem, os seus pecados estão perdoados". Os fariseus e os mestres da lei começaram a pensar consigo mesmos: "Quem é esse que blasfema? Quem pode perdoar pecados, a não ser somente Deus?"
 
EXPERIENCIANDO DEUS
 
Assume-se que todo crente ter√° uma experi√™ncia com o verdadeiro perd√£o, ainda que seja vicariamente, atrav√©s de um filme, livro, ou hist√≥ria. E na extens√£o das emo√ß√Ķes humanas, o verdadeiro perd√£o pode ser classificado como um dos mais doces sentimentos e que traz mais prazer a um ser humano. Corrie Ten Boom descreveu o que vem ap√≥s o perd√£o como "uma inunda√ß√£o de alegria e paz". O jugo de amargura √© removido, h√° um senso de justi√ßa sobrenatural, conflitos s√£o substitu√≠dos com tranq√ľilidade, e o amor inunda aquele lugar antes ocupado pelo √≥dio. Isto n√£o √© por acaso; √© a pr√≥pria natureza de Deus se manifestando por dentro de n√≥s. √Č gra√ßa em opera√ß√£o, pois a √ļnica maneira de se perdoar √© ter Sua vida em n√≥s. Tudo o mais √© encena√ß√£o, nega√ß√£o de atitude, ou rendi√ß√£o ao pecado.
Que possamos ser ainda mais encorajados com este aspecto de "Cristo em nós", agora que experimentamos e vimos que o Senhor é bom.
 
H√° muitos crist√£os que est√£o a procura de reavivamentos falsos, indo de um lugar para outro, auto proclamando-se espirituais e "ungidos", e seguindo qualquer vento de doutrina para ter um pouco de emo√ß√£o espiritual. Contudo, o que freq√ľentemente as pessoas n√£o tentam fazer √© andar no caminho de obedi√™ncia estabelecido por Deus.¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†
 
Você quer ter experiências com Deus? PERDOE.
Você quer sentir a Sua Presença e Poder fluindo pelo seu corpo, em um emocionante momento de encontro sobrenatural? PERDOE.
 
O QUE O NOSSO ESP√ćRITO RECEBE NATURALMENTE
 
Mateus 6:12 (NVI) Perdoa as nossas dívidas, ASSIM COMO perdoamos aos nossos devedores.
Em outras palavras, este negócio de perdão deveria ser algo normal e intuitivo para os cristãos. E é.
 
A gra√ßa opera em n√≥s atrav√©s do poder do Esp√≠rito Santo. √Č como a press√£o d'√°gua de uma torneira - n√≥s somos a mangueira da qual a √°gua deveria fluir. Se n√≥s estivermos ligados, o poder n√£o √© nosso, mas as √°guas de vida podem seguir seu percurso em n√≥s e atrav√©s de n√≥s, porque estamos ligados na fonte.
 
Contudo, ocasionalmente, o perdão pode se tornar ilusório, até mesmo parecer impossível. A mangueira foi obstruída em algum lugar. Não é como se Deus estivesse falhado, ou que não sabemos agir de outra forma. Simplesmente não podemos - por qualquer razão - entrar em obediência. Se isto ocorrer, aqui vai um conselho Bíblico prático para que você encontre o fluir da natureza de Deus e do Espírito em e através de você. O caminho do perdão deveria ser "automático" para aqueles que nasceram de novo.
 
LEMBREMOS DO QUE ELE NOS PERDOOU
 
Mateus 18:21-35 (NVI) Ent√£o Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irm√£o quando ele pecar contra mim? At√© sete vezes?" Jesus respondeu: "Eu lhe digo: n√£o at√© sete vezes, mas at√© setenta vezes sete. "Por isso, o Reino dos c√©us √© como um rei que desejava acertar contas com seus servos. Quando come√ßou o acerto, foi trazido √† sua presen√ßa um que lhe devia dez mil talentos. Como ele n√£o tinha condi√ß√Ķes de pagar, o senhor ordenou que ele, sua esposa, seus filhos e tudo o que ele possu√≠a fossem vendidos para pagar a d√≠vida. "O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: 'Tem paci√™ncia comigo, e eu te pagarei tudo'. O senhor daquele servo teve compaix√£o dele, cancelou a d√≠vida e o deixou ir.
 
Mat. 18:28-35 (NVI) "Mas quando aquele servo saiu, encontrou um de seus conservos, que lhe devia cem denários. Agarrou-o e começou a sufocá-lo, dizendo: 'Pague-me o que me deve!' "Então o seu conservo caiu de joelhos e implorou- lhe: 'Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei'. "Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Quando os outros servos, companheiros dele, viram o que havia acontecido, ficaram muito tristes e foram contar a seu senhor tudo o que havia acontecido. "Então o senhor chamou o servo e disse: 'Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você?' Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia. "Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês n! ão perdoar de coração a seu irmão".
 
ste servo errou no que diz respeito a ESQUECER do tratamento misericordioso que recebeu de Seu mestre. Ele se ESQUECEU do grande pecado que lhe fora perdoado.
 
II Ped. 1:9 (RA) Pois aquele a quem estas coisas não estão presentes é cego, vendo só o que está perto, esquecido da purificação dos seus pecados de outrora.
 
Diferentes pessoas e professores tem opini√Ķes e palpites variados sobre perd√£o . Mas, segundo a revela√ß√£o B√≠blica, o esquecimento parece ser a PRINCIPAL raz√£o pela qual cortamos o fluir sobrenatural do perd√£o em nossas vidas. N√≥s precisamos menos de perd√£o do que aqueles a quem julgamos e n√£o perdoamos? Ser√°? Ser√° que j√° esquecemos a grande miseric√≥rdia demonstrada por Deus para conosco?
 
Lucas 18:9-14 (NVI) A alguns que confiavam em sua pr√≥pria justi√ßa e desprezavam os outros, Jesus contou esta par√°bola: "Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro, publicano. O fariseu, em p√©, orava consigo mesmo: 'Deus, eu te agrade√ßo porque n√£o sou como os outros homens: ladr√Ķes, corruptos, ad√ļlteros; nem mesmo como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e dou o d√≠zimo de tudo quanto ganho'. "Mas o publicano ficou √† dist√Ęncia. Ele nem ousava olhar para o c√©u, mas batendo no peito, dizia: 'Deus, tem miseric√≥rdia de mim, que sou um pecador'. "Eu lhes digo que este homem, e n√£o o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta ser√° humilhado, e quem se humilha ser√° exaltado".
 
Mateus 5:21-22 (NVI) "Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: 'Não matará's', e 'quem matar estará sujeito a julgamento'. Mas eu lhes digo que qualquer que ficar irado contra seu irmão estará sujeito a julgamento...
 
I Sam. 16:7 (RA) ... o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração.
 
AUTORIZADOS PELA GRA√áA... N√ďS PODEMOS FAZER O QUE DEUS FAZ...
 
Col. 3:12-13 (Jer) Portanto, como eleitos de Deus, santos e amados, revesti-vos de sentimentos de compaixão, de bondade, humildade, mansidão, longanimidade, suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos mutuamente, se alguém tem motivo de queixa contra o outro; como o Senhor vos perdoou, assim também fazei vós.
 
I Ped. 3:9 (NBI) não paguem o mal com o mal, ou abuso com abuso; ao contrário, retaliem com bênçãos, pois uma bênção é a herança para a qual vocês foram chamados.
 
Lucas 6:27-37 (RA) Digo-vos, porém, a vós outros que me ouvis: Amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam; bendizei aos que vos maldizem, orai pelos que vos caluniam... Como quereis que os homens façam, assim fazei- o vós também a eles. Se fizerdes o bem aos que vos fazem o bem, qual é a vossa recompensa? Até os pecadores fazem isso... Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem... e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo. Pois ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também é o vosso Pai... perdoai, e sereis perdoados".
 
Efes. 4:31-32 (Phi) Que n√£o haja mais ressentimento, amargura ou ira, que n√£o haja mais gritaria e cal√ļnia, e que n√£o haja qualquer tipo de sentimentos maus entre voc√™s. Sejam bons uns para com os outros e compassivos. Estejam t√£o preparados para perdoar as pessoas, assim como Deus, por amor a Cristo, perdoou voc√™s.
 
Rom. 12:17-21 (Phi) n√£o torneis a ningu√©m mal por mal. Que o comportamento p√ļblico de voc√™s esteja acima de qualquer cr√≠tica. No que diz respeito √† sua responsabilidade, viva em paz com todos. Nunca fa√ßa vingan√ßa com suas pr√≥prias m√£os, meus queridos amigos: afastem-se e deixem Deus punir, se Ele quiser. Pois est√° escrito: "A mim pertence a vingan√ßa; eu retribuirei", diz o Senhor. E tamb√©m est√° escrito: "Se o teu inimigo estiver com fome, d√™-lhe de comer; se ele estiver com sede, d√™-lhe algo de beber. Em assim fazendo, amontoar√°s brasas vivas sobre a sua cabe√ßa". Que voc√™s n√£o se deixem vencer pelo mal. Tomem a ofensiva - ven√ßam o mal com o bem!
 

 



www.casadosenhor.com.br
Salvar em PDF
Compartilhar

Estudos Bíblicos. Rádio Web Nova Vida - Bíblia Online

Minist√©rio Internacional Casa do Senhor. © 2003-2018 Todos os direitos reservados. ®