O Caminho da Razão e O Caminho da Fé

 

O CAMINHO DA RAZÃO E O CAMINHO DA FÉ

 

Quando o homem tomou do fruto do qual Deus ordenou que ele não comesse, trouxe para si um terrível problema: Ficou conhecendo o bem e o mal e o fruto disso é viver pela razão.

 

O Caminho do homem passou a ser o caminho da razão, o do entendimento, o do intelecto, o de conhecer o certo e o errado e , baseado no seu próprio julgamento, independente de Deus, escolher o que melhor lhe satisfaz. Não podemos chegar na presença de Deus por esse caminho. Muitas vezes achamos que por conhecer muito sobre Deus e entender bem sua palavra temos boa comunhão com Ele.

 

Deus rejeita este caminho. Existe um novo e vivo caminho:

"Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel"(Hebreus 10:19-23).

 

Este novo e vivo caminho apela para nossa fé e não para nossa mente.

Pois diz: "... Plena certeza de fé", e não de entendimento. Aqueles que querem, que desejam intensamente, podem ter comunhão com Deus pela fé na preciosa obra que Cristo realizou.

 

Jesus disse:

"Se alguém quiser vir após mim..."

"Quem quiser salvar a sua vida..."

"Quem tem sede venha a mim e beba..."

 

Deus apela para a nossa vontade; e as portas se abrem mediante a fé. Não podemos seguir pelo caminho do intelecto.

As vezes quando chegamos para adorar a Deus, nosso entendimento nos faz observar as circunstâncias, analisar a palavra que foi ministrada, ouvir as orações, os cânticos e então raciocinar para saber o que devemos fazer, como devemos orar, louvar e adorar.

 

Na verdade estamos identificando o certo e o errado, para então escolher um caminho ou outro. Isto é andar segundo o fruto do conhecimento do bem e do mal.

Jesus diz : "quem tem sede venha a mim e beba."

Existe o caminho do entendimento, da razão; e o caminho da fé.

"Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva"(João 7:38).

 

Os rios não estão fora, não vem de fora para dentro. Eles fluem do interior, quando nós cremos. Deus está dentro de nós, e é ali que deve ser buscado.

 

Ele habita em nós, e é aqui que vamos ter comunhão com Ele.

Ele fala! Ele se move ! Quando Ele toca em nós, sabemos que é Ele. Amamos este toque.

"As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem"(João 10:27).

TODO O CAMINHO ATÉ DEUS É PELA FÉ

"E a fé vem pelo ouvir, e ouvir [da boca] de Deus" (Romanos 10:17). Quando Ele nos fala, é como um convite para a comunhão. Prestamos atenção.

O que Ele diz? O que Ele quer? As vezes quer apenas que fiquemos quietos..., ouvindo sua vós..., olhando para ele em espírito..., contemplando sua face... Que tremenda é a comunhão com Deus.

Para isso temos que aquietar a nossa alma. Não olhar para as circunstâncias ao redor. Não dar ouvidos aos sentimento e emoções. E com toda nossa vontade desejar ter comunhão com Ele.

Ouça o Senhor no silêncio do seu coração. Obedeça a Sua voz. Siga. Negue seus pensamentos. Experimente do que Ele é. É tremendo.

"É como se nos encontrássemos prontos para uma batalha. Vestidos com armadura, armados até os dentes para enfrentar um inimigo implacável. Então o inimigo chega e começa a nos perseguir.

Lançamos mão de nossas armas. Mas uma a uma vão sendo desrtuídas , nossa armadura é arrancada e finamente ficamos nus. Corremos então para um último refúgio, uma fortaleza, mas as portas estão fechadas, estamos indefesos e imóveis perante um inimigo implacável. Então nos voltamos para nosso inimigo e vemos que ele é nosso maior amigo, o Senhor, que está querendo ter comunhão conosco".

 

Número de visualizações 20

arrow_upward
Pedido de Oração