Em Que O Diabo Quer Que Você Acredite

 

EM QUE O DIABO QUER QUE VOCÊ ACREDITE
 

"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." (João 8:44)

O DIABO √Č UM MENTIROSO

As mentiras são o seu principal instrumento para a ruína e destruição da humanidade. Na verdade, o diabo assassina através das suas mentiras.

Paulo tece um comentário sobre as mentiras do diabo numa advertência aos crentes de Corinto:

"Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua ast√ļcia, assim tamb√©m sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que h√° em Cristo." (2 Cor√≠ntios 11:3)

Observe as palavras "a mente de vocês ou vossos sentidos" - esta é a área que está sob ataque constante do diabo.

A corrupção da mente é uma das principais maneiras de o diabo desviar as pessoas de Cristo

"A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem." (2 Tessalonicenses 2:9-10)

"Mas o Esp√≠rito expressamente diz que nos √ļltimos tempos apostatar√£o alguns da f√©, dando ouvidos a esp√≠ritos enganadores, e a doutrinas de dem√īnios" (1Tim√≥teo 4:1)

√Č imperativo, portanto, desmascarar as artimanhas de Satan√°s de tal modo que n√£o abracemos as suas mentiras.

O GRAU DA NOSSA SANTIFICA√á√ÉO √Č PROPORCIONAL √Ä EXTENS√ÉO DA NOSSA CREN√áA E PR√ĀTICA DA VERDADE¬†

"Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade." (João 17:17)

Devemos estar preparados para resistir aos ataques do diabo familiarizando-nos com os seus desígnios.

MENTIRA 1: O PECADO TRAZ REALIZAÇÃO

Pensamos que o pecado nos torna mais felizes. Mas, na realidade, o pecado é a causa principal de toda a miséria e infelicidade, tanto nesta vida como na vida por vir.

Morte, doença, desavenças, guerra, fome, vício (de qualquer espécie), famílias desmanteladas, ódio, dor, sofrimento e uma miríade de outros males, tudo isso encontra a sua origem no pecado.

Não havia nenhuma dessas coisas antes que o pecado tivesse entrado no mundo, e quando os céus e a terra forem recriados em justiça, também lá não estarão:

"E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas." (Apocalipse 21:2-4)

O pecado contradiz diretamente o propósito para o qual nós fomos criados, e jamais seremos felizes num tal estado.

Bem no √Ęmago da nossa humanidade, Deus nos fez com o desejo de:

Buscá-lo: "O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; e de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação; para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós; Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração." (Atos 17:24-28)

Aprender os seus mandamentos: "As tuas mãos me fizeram e me formaram; dá-me inteligência para entender os teus mandamentos." (Salmos 119:73)

Servi-lo com alegria: "CELEBRAI com j√ļbilo ao SENHOR, todas as terras. Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto. Sabei que o SENHOR √© Deus; foi ele que nos fez, e n√£o n√≥s a n√≥s mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto. Entrai pelas portas dele com gratid√£o, e em seus √°trios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome. Porque o SENHOR √© bom, e eterna a sua miseric√≥rdia; e a sua verdade dura de gera√ß√£o em gera√ß√£o." (Salmos 100)

A Escritura mostra com muita clareza que a alegria e a satisfação vêm somente do Senhor: "Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente." (Salmos 16:11)

Nunca seremos verdadeiramente felizes até que realizemos o propósito de Deus para as nossas vidas.

Isso deveria ser evidente, já que Deus é a fonte de todas as bênçãos, tanto naturais quanto espirituais. Como o doador é maior do que o dom, é razoável supor que a nossa alegria em Deus deveria ser maior do que a nossa alegria pelos dons.

√Č uma afronta a Deus encontrar maior satisfa√ß√£o nos seus dons do que nele pr√≥prio. Fazendo isso, estamos trocando o Criador pela criatura.

O PECADO PODE OFERECER SOMENTE PRAZER TEMPOR√ĀRIO

"Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado." (Hebreus11:25)

A satisfação do pecado não só não dura, como também sempre acaba em miséria maior ainda:

"E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (1 João 2:17)

Portanto, a quest√£o verdadeira √©: Queremos PRAZER TEMPOR√ĀRIO ou ALEGRIA DURADOURA?

MENTIRA 2: O PECADO √Č FACILMENTE DERROTADO

Uma das coisas em que o diabo quer que acreditemos, a fim de que a nossa vigil√Ęncia diminua, √© que o pecado n√£o √© um inimigo perigoso. Mas a B√≠blia nos ensina que o pecado √© t√£o poderoso que, a menos que o poder sobrenatural de Deus intervenha, n√≥s nos tornamos seus escravos e permanecemos sob a escravid√£o das suas ordens - "Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado √© servo do pecado." (Jo√£o 8:34)

Embora nascidos de novo, a depravação é uma força poderosa dentro de nós, como testemunha o apóstolo Paulo a respeito da sua própria experiência:

"Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.

Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.

 Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;  mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.

Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo  nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." (Romanos 7:14-25)

O PECADO √Č ENGANOSO - NEM SEMPRE APARENTA SER MAU

"Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado." (Hebreus 3:13)

O escritor de Hebreus faz referência ao pecado - "PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta." (Hebreus 12:1)

A Bíblia nos ordena a tomarmos muito cuidado com o pecado e a lutarmos com força contra ele.

Paulo disse que esmurrava o seu corpo e o mantinha sob controle a fim de não ser reprovado - "Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado." (1 Coríntios 9:24-27).

Em outro lugar, comparou a vida crist√£ a uma batalha - "Sofre, pois, comigo, as afli√ß√Ķes, como bom soldado de Jesus Cristo." (2 Tim√≥teo 2:3)

Para derrotar o pecado, precisamos estar armados para a guerra (Efésios 6:10-20)

John Owen deu o seguinte conselho sábio: "Mate o pecado ou o pecado matará você... Não existe um dia sequer em que o pecado não derrote se não for derrotado, e não prevaleça se não for subjugado; e assim será enquanto vivermos neste mundo."

MENTIRA 3: VOCÊ PODE LIDAR COM O PECADO SEM RECORRER A CRISTO

O perigo desta mentira √© que ela leva √† frustra√ß√£o e ao desespero. Infelizmente, muitas pessoas que aceitam esta mentira descobrem que n√£o podem competir em condi√ß√Ķes de igualdade com a deprava√ß√£o que existe dentro delas e, por isso, desesperan√ßadas, desistem de lutar contra o pecado.

Quando o evangelho é apresentado no Novo Testamento, o foco é sempre na obra de Cristo e na paz com Deus que encontramos nele:

"Assim que, se algu√©m est√° em Cristo, nova criatura √©; as coisas velhas j√° passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto prov√©m de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o minist√©rio da reconcilia√ß√£o; isto √©, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, n√£o lhes imputando os seus pecados; e p√īs em n√≥s a palavra da reconcilia√ß√£o. De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por n√≥s rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. √Äquele que n√£o conheceu pecado, o fez pecado por n√≥s; para que nele f√īssemos feitos justi√ßa de Deus." (2 Cor√≠ntios 5:17-21)

A Bíblia exorta as pessoas a primeiro abraçarem a Cristo e, só depois disso, a buscarem a santidade.

O EVANGELHO N√ÉO √Č UM SIMPLES APELO A UM VIVER MORAL E, SIM, A UMA TRANSFORMA√á√ÉO SOBRENATURAL¬†

Ninguém é capaz de vencer o pecado separado de Cristo e do Espírito Santo - "Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis." (Romanos 8:13)

Deus não é honrado quando tentamos remediar a nossa situação pecaminosa sem a sua graça, por isso é inimaginável supor que Deus irá abençoar um sistema de justiça produzido pelo próprio homem.

MENTIRA 4: √Č IMPOSS√ćVEL ATINGIR OS PADR√ēES DE DEUS

√Č uma tend√™ncia humana culpar as circunst√Ęncias ou as outras pessoas pelos nossos escorreg√Ķes no pecado. Preferimos pensar que, diante das circunst√Ęncias, seria imposs√≠vel deixar de pecar. Queremos pensar dessa maneira porque alivia as nossas consci√™ncias e nos isenta de responsabilidade quando pecamos. Afinal de contas, como Deus pode nos responsabilizar por aquilo que √© imposs√≠vel?

Há um sentido em que a santidade de Deus, de fato, representa um padrão impossível para a humanidade pecadora.

Quando os discípulos ouviram Jesus explicar o custo do discipulado para o jovem rico, perguntaram: "E os que ouviram isto disseram: Logo quem pode salvar-se?" (Lucas 18:26). Jesus respondeu: "... As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus." (verso 27)

Portanto, é um erro fundamental desculpar-se do comportamento pecaminoso, já que Deus prometeu graça para obedecer a quem o busca pela fé.

Não existe pecado que não possamos vencer, nem tentação que não possamos resistir pela graça:

"Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar." (1 Coríntios 10:13)

"E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo." (2 Coríntios 12:9)

"Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." (Filipenses 4:13)

DEUS QUEBRA O PODER DO PECADO NA NOSSA CONVERSÃO

Este é o ponto focal de Paulo em Romanos capítulo 6 verso 1 e 2: "QUE diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?"

A graça de Jesus remove a carga pesada da obrigação de guardar os mandamentos de Deus

"Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados." (1 João 5:3)

MENTIRA 5: VOCÊ NÃO PRECISA TRATAR COM O PECADO IMEDIATAMENTE

Procrastinação é um pecado do qual todos nós somos culpados e a respeito do qual temos costume de brincar.

A DEMORA NAS COISAS ESPIRITUAIS PODE SER FATAL

A Bíblia nos diz que: "(Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável E socorri-te no dia da salvação; Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação)." (2 Coríntios 6:2)

O escritor de Hebreus, citando o Salmos 95, exorta-nos a ouvir hoje a voz de Deus:

"Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz." (Hebreus 3:7)

"Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de v√≥s se endure√ßa pelo engano do pecado; porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princ√≠pio da nossa confian√ßa at√© ao fim. Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, N√£o endure√ßais os vossos cora√ß√Ķes, como na provoca√ß√£o." (Hebreus 3:13-15)

Por que isso se torna t√£o necess√°rio?

Primeiro, quanto mais o pecado permanece em n√≥s sem que haja arrependimento, mais dif√≠cil ser√° nossa mudan√ßa, devido √† for√ßa do h√°bito. Quanto mais acalentamos um desejo pecaminoso ou uma atitude errada, mais o pecado ficar√° entranhado na nossa natureza. Ser√° menos e menos notado. Ter√° um lugar mais permanente nas nossas afei√ß√Ķes.

Segundo, √© necess√°rio porque a conseq√ľ√™ncia maligna do pecado come√ßa a fazer efeito no momento em que consegue entrada na alma. Foi somente um leve toque na arca que matou Uz√°, e √© somente uma simples brincadeira com o pecado que pode matar a alegria espiritual e os frutos nas nossas vidas.

MENTIRA 6: POSSO PECAR SEM SOFRER CONSEQÜÊNCIAS

"Se eu pecar, nada de mal vai realmente me acontecer". N√£o pensamos assim, √†s vezes, especialmente se o pecado √© "pequeno"? √Č espantoso observar os multiformes enganos do diabo neste assunto. Por um lado, ele convence as pessoas de que n√£o existe um verdadeiro inferno e que, portanto, n√£o faz mal pecar. Por outro lado, para aqueles que acreditam no inferno, ele os convence de que n√£o h√° perigo, no caso deles, de irem para l√°! Mas sempre h√° conseq√ľ√™ncias para o pecado, porque Deus √© um Deus de justi√ßa que odeia o pecado.

Em √äxodo 34.7, Deus testificou que de nenhuma maneira livrar√° o culpado. Se n√£o precisasse existir qualquer conseq√ľ√™ncia do pecado, Jesus nunca teria morrido numa cruz pelos pecadores. Ele mesmo o declarou, quando clamou: "Meu Pai, se for poss√≠vel, afasta de mim este c√°lice" (Mateus 26.39). E, realmente, n√£o era poss√≠vel, porque a fim de que Deus fosse justo e justificador dos √≠mpios, foi preciso punir os seus pecados na pessoa de Jesus (Romanos 3.25-26).

Jesus n√£o √© a √ļnica testemunha das conseq√ľ√™ncias do pecado; tamb√©m o s√£o todas as multid√Ķes que est√£o no inferno, sofrendo a vingan√ßa do fogo eterno (ver Mateus 10.28; 25.46; 2Tessalonicenses 1.8-9; Judas 6-7).

"Mas se eu sou redimido por Cristo", alguém poderia perguntar, "como é que posso ser punido pelos meus pecados?" Se cremos em Jesus, não somos propriamente punidos pelos nossos pecados; pelo contrário, nosso Pai nos disciplina misericordiosamente a fim de que sejamos participantes da sua santidade (Hebreus 12.5-11). Deus ama demais a santidade para permitir que os seus próprios filhos venham a chafurdar no pecado. Portanto, disciplina pelo pecado é a marca registrada do amor de Deus pelos seus filhos, e deve ser esperada sempre que pecarmos (Salmo 119.67, 71; Tiago 5.14-15). Na verdade, se não somos disciplinados, não somos filhos de Deus.

Fazemos bem em lembrar que o mero fato de tais castigos n√£o serem eternos n√£o significa que as conseq√ľ√™ncias do pecado sejam indolores para os crentes. √Äs vezes, at√© um redimido tem de viver com as conseq√ľ√™ncias de um pecado seu pelo resto da sua vida (observe o que o Rei Davi teve de suportar por causa do seu pecado com Bate-Seba). Isso j√° √© raz√£o suficiente para n√£o pecar. O nosso Pai n√£o somente tem uma equipe para afastar os nossos inimigos, mas tamb√©m uma vara para corrigir os nossos erros. Sejamos gratos a ele por isso, porque √© para o nosso bem.

MENTIRA 7: DEUS NÃO VAI ME JULGAR, PORQUE TODO O MUNDO FAZ O MESMO

O diabo, às vezes, engana-nos fazendo-nos adotar uma mentalidade de grupo que justifica certos pecados porque a maioria das pessoas os considera comportamento normal. Entretanto, devemos sentir medo quando estamos seguindo a maioria. O cristianismo, pela sua própria natureza, é uma religião de contracultura. Seguir a Cristo é como nadar contra a correnteza. Jesus disse: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela" (Mateus 7.13-14).

Uma vez, eu li um pequeno panfleto com uma hist√≥ria imagin√°ria de uma pessoa diante de Deus, desculpando-se de seus erros com o argumento de que todo o mundo vivia da mesma maneira. Deus, ent√£o, respondeu: "Bem, se voc√™ pecou com a maioria, voc√™ pode ir para o inferno com a maioria". √Č essa resposta que podemos esperar se pautarmos a nossa vida por semelhante filosofia destrutiva.

MENTIRA 8: DEUS NÃO VAI ME JULGAR, PORQUE NÃO SOU TÃO MAU QUANTO OS OUTROS

Se não racionalizarmos o nosso pecado por incluir-nos na multidão, o diabo vai tentar nos levar a racionalizá-lo excluindo-nos da multidão. Essa atitude era a essência do farisaísmo, e é sempre uma ilusão fatal.

Talvez exista um pecado na sua vida que Deus queira trazer à luz, mas você vem resistindo à convicção do Espírito, argumentando que não é uma pessoa tão má em relação às outras. Mas esse é um pensamento ilusório e contrário às Escrituras. Em primeiro lugar, deixa de levar em conta que Deus não somente estabelece o padrão; ele é o padrão. "Sejam santos, porque eu sou santo" (1Pedro 1.16).

A questão não é como nos comparamos com outras pessoas e, sim, como nos comparamos com Deus.

Segundo, deixa de levar em conta o fato de que Deus n√£o fica satisfeito com obedi√™ncia incompleta. Deus quer tudo dos nossos cora√ß√Ķes, tudo das nossas vidas e o m√≠nimo poss√≠vel de pecado. Quando tentamos estabelecer meios compromissos com Deus, estamos roubando de n√≥s mesmos tremendas b√™n√ß√£os espirituais. D.L.Moody, certa vez, ouviu um homem dizer: "O mundo ainda n√£o viu o que Deus pode fazer com, em e atrav√©s de um homem cujo cora√ß√£o esteja totalmente devotado a ele". Mas o homem estava errado. O mundo j√° tinha visto homens tais como Calvino, George Whitefield, Jonathan Edwards, McCheyne e Spurgeon.

√Č somente quando estivermos dispostos a nos consagrar como esses homens fizeram que sentiremos o mesmo gosto do seu sucesso. Mas nunca o experimentaremos enquanto nos satisfizermos a n√≥s mesmos, avaliando-nos pela compara√ß√£o com os outros.

MENTIRA 9: DEUS VAI PERDOAR VOC√ä, POR ISSO V√Ā EM FRENTE E PEQUE

A Bíblia fala de homens que se insinuaram na igreja, inspirados por Satanás, para espalhar esta doutrina demoníaca. Paulo faz referência a esses homens que dizem: "Façamos o mal, para que nos venha o bem" - e depois acrescenta: "a condenação dos tais é merecida" (Romanos 3.8). Judas nos adverte contra aqueles que transformam a graça de Deus em libertinagem (Judas 4). A Bíblia torna bem claro que é impossível desfrutar o perdão e continuar vivendo no pecado.

Paulo ainda escreveu em Romanos 6.1-2: "Que diremos ent√£o? Continuaremos pecando para que a gra√ßa aumente? De maneira nenhuma! N√≥s, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?" √Č imposs√≠vel porque sempre que Deus perdoa um homem, ele tamb√©m transforma a sua natureza. A gra√ßa muda de tal forma a pessoa que esta n√£o vai mais querer viver em pecado!

Quando uma pessoa é dominada pelo desejo de fartar-se do pecado é uma indicação de que ela nunca nasceu de novo. Um dia, conta-se, Spurgeon e um outro homem estavam caminhando numa rua e passaram por um bêbado deitado na sarjeta. Disse o homem: "Ué, Sr. Spurgeon, eis aí um dos seus convertidos!" "Deve ser mesmo um dos meus", replicou Spurgeon, "porque de Deus com certeza não é!"

MENTIRA 10: DEUS NUNCA VAI PERDOAR VOC√ä, POR ISSO V√Ā EM FRENTE E PEQUE

Mais uma vez, vemos qu√£o vers√°til √© Satan√°s nos seus enganos. Ele sabe que precisa preparar uma mentira apropriada para cada tipo de pessoa. Para aquele que √© inclinado ao desespero, o diabo espera por oportunidades de assoprar nos seus ouvidos que todas as tentativas de uma recupera√ß√£o posterior ser√£o in√ļteis porque ele j√° foi longe demais. Tentar√° convenc√™-lo que cometeu o pecado imperdo√°vel, que agora pode muito bem se entregar totalmente ao pecado porque de todo jeito j√° est√° indo para o inferno.

A verdade é que Cristo perdoará todo aquele que vem a ele. "Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei" (João 6.37). Isso foi verdade quando nosso Senhor falou estas palavras e ainda é verdade agora. Não permita que o diabo amplie a sua condenação tentando-o a se abandonar totalmente ao pecado e ao desespero. As misericórdias do Senhor duram para sempre. A porta da graça está aberta para todos aqueles que se aproximam através de Jesus.

CONCLUSÃO

Como √© que podemos derrotar as mentiras do diabo? Somente pela Palavra de Deus. √Č a verdade que nos d√° base s√≥lida e que n√£o permite que sejamos levados por qualquer vento de doutrina. √Č a verdade que santifica. √Č a verdade que √© a mola-mestra do crescimento √† maturidade em Cristo. √Č a chave para derrotar o diabo.

Leitura da B√≠blia, medita√ß√£o e memoriza√ß√£o da B√≠blia, e encarna√ß√£o da B√≠blia - experimentando as suas verdades nas nossas vidas - s√£o para sempre as √ļnicas ferramentas dispon√≠veis ao povo de Deus para sobrepujar o inimigo. Como em todas as coisas, Jesus √© o nosso modelo para lidar com as mentiras do diabo. Quando tentado por Satan√°s no deserto, ele citou as Escrituras em resposta a cada mentira (Mateus 4.1-10). "Est√° escrito" deve ser a nossa senha tanto quanto foi a dele.

 



www.casadosenhor.com.br
Salvar em PDF
Compartilhar

Estudos Bíblicos. Rádio Web Nova Vida - Bíblia Online

Minist√©rio Internacional Casa do Senhor. © 2003-2018 Todos os direitos reservados. ®